Busca no site:

PPGP encerra Semana Interdisciplinar com palestras sobre PNE

Os professores André Martins, diretor da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Alessio Costa Lima, presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), e José Marcelino de Rezende Pinto, pesquisador na área de financiamento, foram convidados, pelo Programa de Pós-Graduação em Gestão e Avaliação da Educação Pública (PPGP), para fechar a Semana Interdisciplinar da turma de 2017 do mestrado profissional, cujo tema foi “O balanço do processo do Plano Nacional de Educação – PNE (2014-2024)”. O evento, realizado em janeiro, integra as atividades do mestrado profissional promovido pelo Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAEd/UFJF).

Pesquisador do campo das políticas públicas educacionais, o diretor da Faculdade de Educação da UFJF, professor doutor André Martins, falou sobre o processo de elaboração do Plano Municipal de Educação de Juiz de Fora, cujos debates envolveram a rede municipal de ensino, entidades da sociedade civil e a própria UFJF. Ele também apresentou um balanço dos debates que antecederam a aprovação do Plano Nacional de Educação de 2014-2024, analisando seu conteúdo e os contextos de formulação e implementação das metas para a educação brasileira.

André Martins discorreu, ainda, a respeito dos efeitos da aprovação da Emenda Constitucional 95, de 2016, sobre os investimentos em educação, da reforma do ensino médio proposta pelo governo federal e da elaboração da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) sobre o atendimento do direito à educação.

O processo de elaboração da BNCC, do qual participou como membro do Conselho Nacional de Educação, também foi abordado pelo professor Alessio Costa Lima, que, além de presidente da Undime, é dirigente municipal de Educação de Alto Santo, no Ceará. Ele apresentou um balanço da implementação do PNE 2014-2024, a exemplo do que fez na Câmara dos Deputados em audiência sobre o plano.

Ao debater sobre a necessidade de maior colaboração entre os entes federados para o atendimento da educação básica, Alessio Lima destacou os desafios postos para os municípios em relação ao oferecimento e à garantia de educação infantil e ensino fundamental. Seu conhecimento sobre a realidade cearense embasou as reflexões a respeito das condições de desenvolvimento dos sistemas de ensino no estado e seus municípios.

Já o professor José Marcelino de Rezende Pinto, ministrou aula sobre o histórico do financiamento da Educação no Brasil, destacando a experiência dos fundos para a educação (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério – Fundef e Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – Fundeb) e os desafios para a garantia da qualidade da educação na atual conjuntura econômica e política.

Como um dos colaboradores das noções de Custo Aluno Qualidade Inicial (CAQi) e Custo Aluno Qualidade (CAQ), José Marcelino realizou uma oficina com os alunos, em que foi possível simular os valores necessários para a concretização da educação na escola que queremos ter. Além disso, o professor compartilhou com os alunos informações sobre suas recentes publicações e de outros pesquisadores do campo das políticas públicas educacionais.

Reforma da educação pública

O período presencial do mestrado profissional propõe um conjunto de temas de estudo e objetos de investigação empírica, cujo objetivo é a produção de conhecimento e a formação de profissionais para a reforma da educação pública brasileira.

Para isso, apoia-se na associação de programas de pós-graduação acadêmicos com equipes multidisciplinares; um centro de pesquisa, tecnologia e apoio ao desenvolvimento da gestão da educação pública; e com os sistemas estaduais e municipais de educação básica, na perspectiva de se construírem pontes mais efetivas entre a produção científica e os padrões, processos e tecnologias de gestão.

Como parte integrante na formação dos alunos do mestrado, as atividades e aulas presenciais ocorreram nos meses de janeiro e fevereiro, complementares àquelas desenvolvidas a distância. Nesses períodos, os alunos participaram de seminários e oficinas realizados com professores e pesquisadores convidados.


Presidente da Undime, Alessio Costa Lima, apresentou balanço da implementação do PNE para turma do mestrado

O professor José Marcelino de Rezende Pinto ministrou palestra e realizou oficina com ​os mestrandos do curso

Criado em: Feb 20 2018 | Categoria: Notícias |